Loading...

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A VAGAR


Ando na noite
te levando comigo,
um tanto mutilada,
entregue ao espanto
dos amigos
diante da minha tristeza.

Estrelas
movem-se no meu rosto
de saudades, estampado.
Estrelas sem brilho.
Estrelas dos meus olhos
que não podem ver-te.

Tua presença tão forte,
despovoou as ruas,
emudeceu os meus amigos,
e entregou-me
languidamente à noite,
inesperadamente nua...

Tua presença tão forte,
estremece-me o corpo
a violentar-me.
Tua presença distante,
brutalmente triste...

E agora,
parece parada no meu rosto
a última estrela,
que observa mansa e apagada
os bêbados
que tropeçam em nada.

O sol, vem indiferente,
abrindo caminho
apara um outro dia
onde não te encontrarei.

Não vejo cor
nas cores que vejo...
E... de repente fraca
e com a alma
absurdamente nua
ando pela rua...

Arethuza Viana

PEDIDO


Estou como um rio em seu leito,
calmo e correndo docemente,
procuro analisar calmamente,
as emoções, agora em meu peito.

Penso em Deus com alegria,
Faço da vida único objetivo,
procuro amar tudo o que eu vivo,
vida minha: Pão meu de cada dia!

Amor meu, busca no sono da criança,
me fala de amor, carinho e esperança,
me oferece amado, um lindo tema !

Pois a vida é de Deus um presente!
Vem amado, me dá uma idéia inocente,
para que possa criar o meu melhor poema!

Arethuza Viana

APRENDIZADO


Todo sangue
que você fez brotar
do meu indefeso
e apaixonado coração,
lavou muitas
das minhas imperfeições...

Toda forçada paciência
nas longas esperas por você,
ensinou-me a acalmar o coração...

O gosto amargo que você
me colocou na boca,
me fez valorizar o mel...

As suas mentiras
abriram as portas
para o reconhecimento
e a importância
das minhas verdades...

Diante dos danos
que você me causou,
confesso eu tive ímpetos
de desistir da caminhada,
mas Deus me deu forças
e ainda me ofereceu a chance
de uma nova vida
de um novo
e sincero amor!!!!

Arethuza Viana

CULPA


Eu te perdôo as mentiras.
Não me perdôo
por ter acreditado nelas...

Eu te perdôo a indiferença.
Não me perdôo
por ainda sofrer ao senti-la...

Eu te perdôo
as falsas carícias.
Não me perdôo,
por me entregar a elas...

Eu te perdôo a saudade.
Não me perdôo por tê-la sempre
como companhia...

Eu te perdôo a hipocrisia.
Não me perdôo
por ter sido ludibriada...

Eu te perdôo a astúcia.
Não me perdôo
por ter sido tão ingênua...

Finalmente
eu te perdôo a traição.
Não me perdôo
por nunca tê-la merecido!

Arethuza Viana

A LUZ


Havia nos teus olhos
uma luz
e eu a segui
como hipnotizada,
imaginando
que me levaria
ao universo
dos amantes
repleto
de felicidade infinda...

E eu fui
como uma sonâmbula
por onde
essa luz me indicava.

Porém, a luz intensa
me ofuscou
e perdida,
vagando cegamente,
cheguei
a um abismo escuro,
tétrico e profundo
de onde
não consigo mais sair!

Arethuza Viana

PENA


Ai, como tenho pena de nós dois,
dos nossos momentos
que se perderam no esquecimento...

Tenho pena da cama
que tanto foi nosso ninho,
hoje, vazia e fria...

Tenho pena dos meus sonhos,
todos desfeitos
jogados ao chão...

Tenho pena de mim,
tão doidamente só...

Tenho pena
de quem ainda te dá crédito,
ah... tão ingênua....

Mas na verdade,
tenho muito mais pena de ti:
Tão estupidamente astuto,
tão estupidamente,
e irremediavelmente
pobre de sentimentos...

Arethuza Viana

POEMA DA INSÔNIA


As minhas mãos
ainda repletas de carinho
procurando as tuas.
Desejo parado...
E a tua lembrança
chega de mansinho
querendo desvendar
os mistérios do meu silêncio.

Vem devagar e sorri.
Esparrama o corpo
em minha cama.
Os olhos embriagados
ali, esperando...
E se atira em mim,
me envolve,
e aperta meu corpo.

Afundo os olhos na noite
e permaneces ali,
me beijando mansamente
os olhos úmidos...

Presente o teu cheiro.
O coração aperta...

E então me entrego
e beijo o teu corpo salgado
e escorregadio.

De repente abro os olhos.:
Sinto raiva.
Não tens o direito
de penetrar assim
na minha noite.

Não vais embora.
Então sinto vontade
de rir muito
e perdoar
a tua intromissão.

Continuas
passando a mão
pelo meu corpo,
mordendo-me a nuca,
fazendo carinhos
no meu rosto
e beijando-me os olhos.
Encolho-me
e fico quietinha.
Somente quando
já amanhece,
me puxas
para a imensidão
do sono tão esperado...

Arethuza Viana

EU TE AGRADEÇO AMOR!


P/meu esposo Henrique Santana
No aniversário de casamento

Obrigada por todo amor e dedicação,
pelo cotidiano, por almejar minha felicidade.
Obrigada por me oferecer inteiro o teu coração,
por tanto companheirismo, tanta fidelidade !

Obrigada... de te agradecer nunca me cansarei,
porque me amas como sou, pelo respeito,
por entender a alma de poeta que sempre conservei,
por amar tanto a mim, um ser tão imperfeito!

Obrigada por aceitar essa mulher-menina,
que por vezes, em poesias se desatina
e por entenderes meu riso o pranto!

Obrigada, pela paz do nosso lar, a quietude,
por nunca exigires de mim qualquer atitude...
Obrigada, esposo, por me amares tanto!

Arethuza Viana

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

O MEU SORRISO


Se você gosta do meu sorriso,
de ver através dele, a minha alma,
me dê seus mimos, que preciso,
numa paz que me acalma.

Se de mim quer a pureza,
do meu tempo de criança,
me ofereça versos, a beleza
que me embala a esperança.

Se quer a minha sensualidade
deixa que eu lhe dê felicidade
numa ânsia bela e louca...

Pois se me falta sua presença e poesia...
Ai coração! Pode ter a certeza: neste dia:
Você não verá o sorriso em minha boca!

Arethuza Viana

APAIXONADA


Nem queiram imaginar
quanta loucura
posso fazer por um amor
como esse, incontido!
Amor que me curou
de tanta amargura
sentimento sem temor,
e por demais atrevido!

Não me peçam
por favor a coerência,
Se me julgam insana,
nada importa ao meu ego.
Se me tomou inteira
a tão velada consciência,
não acusem meu sentimento
de insensato e cego!

Esse amor vê demais,
tudo que na vida eu preciso,
é toda a razão do meu melhor
e mais belo sorriso
Não aceito
conceitos ultrapassados,
não falem nada!

Só desejo me doar
como nunca e me render,
por favor não tentem
impedir nem entender,
uma mulher
definitivamente assim,
apaixonada!

Arethuza Viana

SOU EU


Quero passear por todo esse teu corpo que desejo,
que me faz tremer de prazer só na imaginação,
e sentirás no primeiro, ávido e molhado beijo,
que preenches há muito tempo este meu coração.

Quero tua quietude, corpo entregue e manso,
meu corpo inteiro e minha alma despida...
E antes que tenhas um maravilhoso descanso
terás a amante mais farta, louca e atrevida

Quero sentir o sabor do teu suor, insaciada,
quero todo os gostos que puderes me oferecer,
todos os atos que não pratiquei e nunca fiz...

E quando chegar finalmente a madrugada
quero ouvir tua voz baixinho a me dizer
que sou eu a mulher que pode te fazer feliz!

Arethuza Viana

UMA SUBLIME GESTAÇÃO


Minha filha
como poucas crianças,
foi sonhada e amada,
numa busca,
numa sublime gestação
que durou
mais de nove meses.

Pude sentir no meu coração,
seus movimentos,
fortes pulsações
na ansiedade da espera.

Ouvi seu primeiro choro
e também chorei de emoção,
transbordando de amor,
quando suas pequenas mãos
apertaram os meus dedos.

Fui eu, a primeira mulher
que seus olhinhos
contemplaram.

Eu a acalentei
nas noites insones,
aconchegando-a
no meu peito,
aquecendo
seu corpinho com o meu,
alimentando-a
e entoando canções,
para embalar
seu sono inocente.

Eu vi o seu
primeiro sorriso lindo,
seus primeiros protestos,
os primeiros
dentinhos e enjôos.

Amo esta criança,
desde que
meu coração engravidou.

Por favor nunca me perguntem:
-Onde está a mãe dela?
E não me chamem
de mãe adotiva!

Arethuza Viana

PARA ADNA CARLA (MINHA FILHA)


Em algum lugar do mundo,
do inesperado, foi gerada,
nos propósitos de Deus,
para o meu amor materno.
Hei-la que chega luminosa,
anjo por nós tão amada,
corações se uniram
para um bem querer eterno !

Pedacinho dos nossos corações,
pais, embevecidos,
anjo belo, pequenino,
com tanta graça e candura !
Presente do Pai Supremo,
para nós, agradecidos,
que trouxe às nossas vidas,
a paz e a ternura !

Tê -la nos braços,
desperta ou adormecida,
é sentir no coração
o pulsar de uma vida,
que acende em nós,
a chama da esperança...

Esperança, de que
este mundo em convulsão,
sinta a serenidade
de "parir" com o coração,
e a radiosa felicidade
de amar tanto uma criança !!!

Arethuza Viana

DE ONDE VOCÊ VEIO FILHA?


Para minha Filha Adna Carla
Nascida em 18 de junho de 2006

Olho com carinho para minha filha,
acordada, levada ou mesmo adormecida:
Adna Carla,a nossa estrela que brilha
que trouxe tanta alegria para minha vida.

Agradeço a Deus pela sua chegada,
por ser assim travessa e carinhosa,
minha criança tão saudável, tão amada,
a flor do meu jardim, a mais mimosa!

Gerada da minha alma e do meu coração,
todos os dias me oferece uma nova emoção
e sigo a estrada, acompanhando a sua luz!

Sempre indaguei:Esse anjo veio de onde?
De repente a vida feliz me responde:
- Veio dos braços amorosos de Jesus!

Arethuza Viana

CERTEZA


Quero um dia
tocar teu corpo,
não importa se cansado
de muitos desencantos...
Saberei despertá-lo
para a alegria
de gestos e prazeres
dos amantes.

Quero a tua cabeça,
não importa
se repleta de problemas.
Saberei acolhê-la docemente
entre mimos, no meu colo.

Quero o teu coração,
Senti-lo batendo forte,
abrindo-me as portas
e permitindo o meu amor
a derramar-se.

Quero e espero...
Porque a minha intuição
de mulher apaixonada,
me afirma
que não espero em vão!

Arethuza Viana

SE EU FOR TUA


Planos e sonhos
para serem realizados,
vontades intensas
veladamente guardadas,
olhos sonhadores,
tantos versos apaixonados
e eu te querendo
em todas as madrugadas...

E se um dia
o inesperado destino,
permitir meus olhos nos teus
e se eu puder
jorrar meu amor em ti,
assim em desatino,
saberás o quanto
serei tua mulher!

E o meu amor
será tanto e tanto
que saberás
que nunca fostes amado.
Entre prazeres,
sorrisos e pranto
vou oferecer
o melhor de mim, guardado!

E tudo será, além
do que pensas e queres...
E se nos for permitido
apenas só o momento,
quando quiseres
entregar-te a outras mulheres,
lá estarei eu,
tatuada no teu pensamento!

Arethuza Viana

VOLTANDO


Quando me magoam,
eu só sei olhar
para dentro
de mim mesma,
introspectiva e saudosa
e sinto uma grande vontade
de voltar...
Voltar no tempo...
E lá fico escondidinha.

Voltar e procurar
entre as paredes amarelas,
no piso vermelho e liso
da minha antiga casa,
os rastros luminosos
da menina inocente e feliz
que um dia fui !...

Arethuza Viana

POESIA PRA MEUS AMIGOS QUE AMO!


Se estou alegre,
com vocês divido a euforia
e se quer me pegar
a tristeza e o pranto,
tenho aqui
meu aconchego todo dia,
no meio dos amigos
que amo tanto!

Não importa
se não os toco ou os vejo,
se dizem que são
amigos virtuais,
com meus versos,
os toco, sinto, como desejo,
porque para mim
são maravilhosamente ”reais!”

Arethuza Viana